CLÍNICA ODONTOLÓGICA

A EMPRESA DEPOIMENTOS FALE CONOSCO
(15) 3243-5033

Image title


Implante dentário em diabéticos

O aumento de incidência de diabetes, principalmente a do tipo II, provocada pelos níveis elevados de glicemia no sangue, tem levado estudiosos a pesquisarem meios de aplacar seu desenvolvimento e manter um rígido controle sobre os pacientes que apresentam os sintomas, sempre com vistas a evitar complicações na saúde dos portadores para que tenham um ritmo de vida normal.

Os problemas apresentados pelo diabetes também são alvo de estudos dos odontologistas, uma vez que a doença, quando não controlada, é um fator de risco elevado para o aparecimento de doenças periodontais, em graus que podem chegar aos mais graves, trazendo consequências desfavoráveis para os dentes.

Isso ocorre porque os altos níveis de glicemia comprometem a integridade dos vasos sanguíneos nas camadas da arcada dentária que suportam os dentes, criando condições para que haja perda de dentes e até mesmo perda de partes do osso maxilar.

Os odontologistas também estudaram os efeitos do diabetes no caso de implantes dentários e os estudos mais recentes publicados sobre o assunto mostram que, mesmo que o paciente tenha um nível alto de glicemia, situação que impede a completa ósseo integração dos implantes dentários, a taxa de resultados positivos ultrapassa 97%, e isso nos casos em que há um controle maior do diabetes, havendo também supervisão de problemas relacionados à doença periodontal.

O paciente diabético precisa ser bem informado com relação a todos os cuidados que deve tomar e, no caso de um implante dentário, precisa ser ainda mais meticuloso, tendo em vista que, dos seus cuidados diários é que depende a completa ósseo integração do implante, exigindo um tempo mais prolongado para a cicatrização e para a remodelação óssea. Além disso, diabéticos estão mais propensos a infecções na fase pós-operatória, quando precisam ser acompanhados com maior cuidado.

A colocação de implante dentário em diabéticos deve ser feita somente com o controle total dos níveis de glicemia, o que exige do tratamento um tempo mais prolongado do que em pacientes saudáveis.

O implantodontista, então, exige alguns exames de sangue periódicos, fazendo o acompanhamento durante o tempo que considerar necessário para preparar o paciente para o implante dentário, fazendo um bom planejamento com o paciente, que deve manter-se dentro de regras mais rígidas, garantindo o sucesso do procedimento cirúrgico.


Clínicas odontológicas em Votorantim/SP

FALE CONOSCO

Executa - Gestão de Internet